Pular para o conteúdo principal

Serviços urbanos online

No início da internet comercial no Brasil eu trabalhava na PRODAM, companhia de informática municipal de São Paulo, quando implantamos o primeiro site de governo na rede e, após alguns meses lançamos o Serviço de Atendimento ao Cidadão - SAC, online, que tinha como principal função atender ao cidadão nas suas solicitações junto a Prefeitura, como poda de árvores, troca de lâmpadas nas ruas, tapar buracos em vias públicas e outros 400 serviços que até hoje estão lá disponíveis.

A idéia de usar a rede para aproximar cidadãos da gestão da cidade, cuidando do seu entorno, cresceu e sofisticou em forma e interfaces, agregou outros recursos de compartilhamento e localização georeferenciada, como o que foi feito no modelar Fix My Street inglês, este criado e mantido pelo MySociety, o principal projeto organização não-governamental UK Citizens Online Democracy.


Agora observo esse mesmo tipo de serviço aplicado aos serviços portugueses, incluído no Portal do Cidadão de Portugal: o serviço A Minha Rua. Aceitando comunicação dos cidadãos por texto ou mesmo fotos, permite por exemplo que o cidadão, ao caminhar pelas ruas e encontrar algo que esteja em desacordo e seja de responsabilidade do governo municipal - como calçadas, vias, árvores, iluminação, lixo e afins - basta sacar o celular, tirar uma foto ou escrever um texto via web (poderia ser SMS, não?) e enviar a "queixa" ao serviço lusitano.

Disponível inicialmente nas cidades de Borba, Évora, Murça, Ovar e Pombal,o serviço online promete para breve um mashup de interação com mapas, o que tornará finalmente essa utilíssima aplicação aos munícipes muito melhor, como o que sempre defendemos aqui tomando por exemplo o Citix. Entendo que ainda seja um dos melhores serviços ao cidadão em sua relação com a cidade em que vive.

Comentários

Olá sou novata neste espaço e gostaria de obter ajuda quanto a possíveis redes sociais governamentais cuja iniciativa vem dando certo no Brasil. Agradeço respostas, grande abraço a todos!
Alvaro Gregorio disse…
Olá Gisele,

Especificamente no Governo de São Paulo temos duas exemplares experiências sobre redes sociais governamentais: a nósGov (em http://igovsp.ning.com ) e a nósGov-PM ( http://nosgov-pm.ning.com/ ). Ambas são exclusivas ao funcionalismo.
A primeira (nósGov) é dedicada à inovação e recebeu o Prêmio InfoCorporate deste ano. Você pode acessar livremente a Rede Paulista de Inovação em Governo (que foi premiada nesta semana com o Excelência em Governo 2009- SECOP) em http://www.igovsp.net/

abs

ag
Vera Massa disse…
Alvaro...Fiz um curso contigo no Metrô recentemente. Lá vc comentou sobre o Inova Day. Parece que acontecerá amanhã, não é? Poderia me dizer mais alguma coisa sobre isso? Obrigada
Alvaro Gregorio disse…
Olá Vera,

Tem um convite para o evento lá na comunidade, em http://metro-inova.ning.com/
Adiantando: é amanhã, as 9h, na FUNDAP.
Até lá.

ag

Postagens mais visitadas deste blog

10 Dicas para Prefeitos Inovadores

Em poucos dias, prefeitas e prefeitos eleitos em outubro passado estarão assumindo seus mandatos. A princípio, sejam eles iniciantes ou reconduzidos, o cenário que os aguarda está mais para drama do que para comédia.

Isto por que, na maioria dos 5563 municípios brasileiros, independente de porte ou localização, há um imenso descompasso entre as legítimas demandas da sociedade e a capacidade do poder público em atendê-las. Dificuldades de gerenciamento, aliadas a um processo civilizatório excludente, resultaram  em  uma triste realidade na qual poucos municípios brasileiros possuem, em pleno século XXI, índices de desenvolvimento humano - IDH considerados satisfatórios pela Organização das Nações Unidas - ONU.
Bem, a choradeira para por ai. O que gostaríamos de falar, daqui para a frente, para prefeitas e prefeitos bem intencionados e que queiram, de fato, mudar o filme, é que as grandes alterações que estão ocorrendo no mundo, estão abrindo novas oportunidades para os municípios, não im…

Objetivos e valores do Laboratório de Inovação

Um laboratório de inovação em governo pode atuar desde a criação de novas políticas públicas até a prototipagem de serviços prestados ao cidadão. A diferença não se trata apenas de níveis da gestão (estratégica e operacional), mas também define o porquê deve existir o lab, sua estrutura, seus objetivos e quais valores irá agregar ao governo.

Objetivar amplitude e formas de atuação nos ajuda a relacionar quesitos, estabelecer limites e buscar as parcerias certas.

Antes de apresentar uma nova relação sobre os aspectos de construção do laboratório, como os aspectos projetuais colocados em post anterior, apresento uma lista que pode ajudar a definir com um pouco mais de formalidade e precisão, após respondido o checklist projetual, para que está sendo criado o laboratório e no que pode contribuir para um governo inovador.

A ideia é de que usemos essa relação para selecionar aqueles itens que se aproximam com os objetivos do lab que pretendemos construir ou significar, mantendo em mente o …

Design Thinking em Governo: abrem-se os caminhos

Temos dedicado muito tempo de nossas pesquisas na avaliação da metodologia de Design Thinking, adaptada a governo para apoiar a inovação, na tentativa de adotá-la para a criação e reformulação de serviços públicos. O Pepe já havia comentado aqui anteriormente sobre Roger Martin e o Design de Negócios, bem como nos trouxe uma trilogia de posts ( 1, 2 e 3 ) apontando a aplicação que pode ser dada ao tema em governo, baseado também na obra de Tim Brown e nos cases da IDEO.

Nossas impressões foram confirmadas com a recente publicação de dois trabalhos que a IDEO realizou junto a The Partnership for Public Services, entidade não governamental que trabalha para produzir inovação em governo nos EUA. Essas publicações, que considero leitura obrigatória, estão dirigidas a dois públicos distintos:


Innovation in Government: para todos envolvidos em inovação, é uma agradável e bem organizada leitura que introduz o assunto inovação em governo, baseada em depoimentos de especialistas, apresentando …