Pular para o conteúdo principal

Ser trabalhador na administração pública




Assim como no Brasil, o governo português desenvolveu seu Portal para Servidores Públicos, numa preocupação presente há tempos em arquitetura de e-gov, qual seja cobrir os principais perfis de relacionamento com governo: cidadão, empresas e funcionários/servidores .
Aqui, muitos Estados já possuem seu portal regional. Mas a diferença com o novo modelo de Portugal está em como utilizam esse espaço virtual.

Enquanto a maioria dos portais brasileiros expõe os serviços oferecidos e as últimas notícias sobre as ações realizadas para a população (note que o foco deveria ser o funcionário), o portal português foca na função pública do servidor dentro da sociedade, como uma espécie de manual sobre o tema.

Com três cores diferentes, lembrando um semáforo, o site divide o conteúdo de acordo com a intenção do usuário: saber mais sobre iniciar, exercer ou encerrar uma carreira pública.
A simplicidade da apresentação destaca pontos essenciais. Um exemplo: a cor vermelha indica informações aos que pretendem dar início a uma carreira pública, por esse motivo, encontra-se conteúdos como “A procura de emprego público, o recrutamento e os métodos de seleção” ou “ Conhecer os benefícios sociais”.

As informações, ignoradas por muitos portais brasileiros, parecem óbvias à primeira vista, mas esclarecem assuntos fundamentais, reforçam a seriedade do trabalho no ambiente público e resgatam a auto-estima do funcionalismo.

O portal prova que não é preciso superlotar o usuário de informações para ter qualidade. Ao mesmo tempo, os interessados em notícias atualizadas sobre o tema, podem conferí-las na home da Direção Geral da Administração e do Emprego Público.

A iniciativa reitera a idéia de que a Europa tem investido em fortes conceitos para construir a base de um novo momento para o funcionalismo público, como comentado anteriormente no iGovSaber.

Comentários

Sônia Silvino disse…
Passei para fazer uma visitinha, ler as novidades e te desejar um lindo Natal!
Muitas ideias maravilhosas em 2010 para desfrutarmos o ano todo o teu talento.
Abraços!
Alvaro Gregorio disse…
Sonia,

Agradeço sua visita e a gentileza de suas palavras, da mesma forma ao seu trabalho em seu blog, que tenho lá visitado aos poucos, mas sempre.
Um bom ano para você e que continuemos com a inovação em nossos assuntos.
Um ano de criatividade e realizações!

Alvaro

Postagens mais visitadas deste blog

10 Dicas para Prefeitos Inovadores

Em poucos dias, prefeitas e prefeitos eleitos em outubro passado estarão assumindo seus mandatos. A princípio, sejam eles iniciantes ou reconduzidos, o cenário que os aguarda está mais para drama do que para comédia.

Isto por que, na maioria dos 5563 municípios brasileiros, independente de porte ou localização, há um imenso descompasso entre as legítimas demandas da sociedade e a capacidade do poder público em atendê-las. Dificuldades de gerenciamento, aliadas a um processo civilizatório excludente, resultaram  em  uma triste realidade na qual poucos municípios brasileiros possuem, em pleno século XXI, índices de desenvolvimento humano - IDH considerados satisfatórios pela Organização das Nações Unidas - ONU.
Bem, a choradeira para por ai. O que gostaríamos de falar, daqui para a frente, para prefeitas e prefeitos bem intencionados e que queiram, de fato, mudar o filme, é que as grandes alterações que estão ocorrendo no mundo, estão abrindo novas oportunidades para os municípios, não im…

Objetivos e valores do Laboratório de Inovação

Um laboratório de inovação em governo pode atuar desde a criação de novas políticas públicas até a prototipagem de serviços prestados ao cidadão. A diferença não se trata apenas de níveis da gestão (estratégica e operacional), mas também define o porquê deve existir o lab, sua estrutura, seus objetivos e quais valores irá agregar ao governo.

Objetivar amplitude e formas de atuação nos ajuda a relacionar quesitos, estabelecer limites e buscar as parcerias certas.

Antes de apresentar uma nova relação sobre os aspectos de construção do laboratório, como os aspectos projetuais colocados em post anterior, apresento uma lista que pode ajudar a definir com um pouco mais de formalidade e precisão, após respondido o checklist projetual, para que está sendo criado o laboratório e no que pode contribuir para um governo inovador.

A ideia é de que usemos essa relação para selecionar aqueles itens que se aproximam com os objetivos do lab que pretendemos construir ou significar, mantendo em mente o …

Design Thinking em Governo: abrem-se os caminhos

Temos dedicado muito tempo de nossas pesquisas na avaliação da metodologia de Design Thinking, adaptada a governo para apoiar a inovação, na tentativa de adotá-la para a criação e reformulação de serviços públicos. O Pepe já havia comentado aqui anteriormente sobre Roger Martin e o Design de Negócios, bem como nos trouxe uma trilogia de posts ( 1, 2 e 3 ) apontando a aplicação que pode ser dada ao tema em governo, baseado também na obra de Tim Brown e nos cases da IDEO.

Nossas impressões foram confirmadas com a recente publicação de dois trabalhos que a IDEO realizou junto a The Partnership for Public Services, entidade não governamental que trabalha para produzir inovação em governo nos EUA. Essas publicações, que considero leitura obrigatória, estão dirigidas a dois públicos distintos:


Innovation in Government: para todos envolvidos em inovação, é uma agradável e bem organizada leitura que introduz o assunto inovação em governo, baseada em depoimentos de especialistas, apresentando …